Belém 23 de Junho de 2011
BUSCA:
 
Preso bando dos precatórios
 
 
 

Vice-prefeito de Novo Repartimento e gerente do BB do município integravam a quadrilha de estelionatários

Está preso na Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) o vice-prefeito do município de Novo Repartimento, sudoeste do Estado, Roberto Aparecido de Passos, apontado com um dos envolvidos em um esquema de fraude no sistema financeiro e formação de quadrilha. A prisão ocorreu ontem, por volta das 6 horas, em um edifício de São Brás, em Belém. Outras 10 pessoas acusadas de integrar a quadrilha também foram presas ontem. As prisões foram autorizadas pelo Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJEPA), que expediu esta semana 11 mandados de prisão preventiva e outros 14 mandados de busca e apreensão domiciliar. A quadrilha é acusada de ter desviado R$ 2 milhões do Banco do Brasil este ano. As investigações para prender os acusados duraram mais de dois meses.

Todos os mandados foram cumpridos simultaneamente pela Polícia Civil do Pará em Belém, Novo Repartimento, Marabá e São Luís, no Estado do Maranhão. Em Novo Repartimento, foram presos os empresários Dogivaldo Francisco da Silva e sua esposa Glauciane Ferreira da Silva, Etelvina Carvalho da Silva, Marta Iris Ribeiro de Souza, Marivaldo de Moraes e Silva, o comerciante Marcleison Brandão de Oliveira e a gerente do Banco do Brasil do município, Antônia Lemos Braga de Moraes, esposa de Marivaldo.

Em Marabá, também acusado de integrar a quadrilha e ser beneficiário do esquema, foi preso Bethoven dos Santos. E em São Luís, Diogo Costa Carvalho, que também foi flagrado com chips de máquinas caça níqueis e uma arma de fogo e munições. Ainda em Novo Repartimento, porém, apenas por porte ilegal de arma de fogo (art. 12 da Lei 10.826/2003), foi preso pela delegacia do município o filho do empresário Dogivaldo, Israel Francisco da Silva, que mantinha dentro de casa um revólver calibre 38 e seis munições intactas.

 

Para ver a matéria completa assine O Liberal Digital.



OUTRAS NOTÍCIAS DO CADERNO
 
   
 
   
   
     
 
 
 
Copyright © 2004 - 2009. Todos os direitos reservados ao Jornal O Liberal